Benefícios da Babosa: A discriminação contra a Babosa

ago 9, 2011

Benefícios da Babosa | A discriminação contra a Babosa

Por que se combate o uso de fitoterapia e nutracêuticos para o tratamento de doenças?

Para se compreender porque o uso de substâncias derivadas de plantas ou produtos naturais livres de impureza são tão combatidos, é necessário acompanhar a trajetória de um medicamento desde o laboratório de pesquisa até a prateleira das farmácias.

Benefícios da Babosa | As 5 fases da pesquisa de um novo medicamento

1. Substâncias são pesquisadas a todo o momento e testadas em laboratórios, tanto em células, quanto em animais de laboratório (estudos pré-clinicos), observando-se a ação da substância em tecidos e organismos vivos;

2. Uma vez observada sua eficácia em animais de laboratórios e sua segurança em utilizar em organismos, passa-se a estudar seus efeitos em seres humanos. Então, convocam-se voluntários sadios para observar a segurança na utilização da substância no homem (estudo fase I). Esta fase utiliza poucas pessoas (em média 15 a 30);

3. Agora um maior número de pessoas é convocado para testar a substância em relação às doses utilizadas, reações adversas e eficácia da nova droga. Normalmente são utilizadas mais pessoas, de 70 a 100 pessoas (estudo fase II);

4. Uma vez determinada a dose eficaz, é necessário comparar o novo medicamento ao tratamento padrão, aquele já utilizado anteriormente. Nesta etapa, são utilizadas pessoas portadoras da enfermidade pesquisada que, após assinarem um termo de consentimento, entram para os estudos conhecidos como ensaios clínicos onde a eficácia da nova substância é comparada com a substância tradicionalmente usada para aquela doença (estudo fase III). São observados benefícios e reações adversas. Se aprovado, o medicamento poderá ser comercializado. Normalmente o número de pessoas utilizadas nestes ensaios é da ordem de centenas.

5. Após indicações e uso do medicamento serem adotados pela comunidade, segue-se um estudo a longo prazo para observar riscos do uso do medicamento a longo prazo, efeitos nocivos à saúde, benefícios para os doentes ou para outras doenças ( estudo fase IV). Muitos medicamentos são recolhidos do mercado nesta fase, por trazerem sérios danos à saúde.

Benefícios da Babosa | Preocupações das Indústrias Farmacêuticas

A indústria farmacêutica investe milhões de dólares para distribuir seu medicamento, pois em cada uma destas etapas gasta-se muito dinheiro. Além disto, o medicamento pode levar mais de dez anos para chegar à prateleira e, de repente, sai a notícia bombástica de um grave efeito colateral daquele medicamento, que pode até resultar em recolhimento e proibição do mesmo. Estas coisas são tão variáveis que muitas substâncias não regulamentadas no Brasil pela ANVISA podem estar sendo livremente comercializada fora do Brasil. O contrário também acontece. Os laboratórios fazem de tudo para minimizar os prejuízos. Porém, ressalto que em termos de regulamentação de medicamentos eu confio mais na ANVISA do que no órgão regulamentador americano (Foods and Drugs Administration-FDA).

Agora, imaginem uma empresa bilionária destas sendo derrubada por uma plantinha de fundo de quintal, às vezes com maior eficácia e sem efeitos colaterais. Por este motivo há tanto combate à fitoterapia. A fitoterapia não pode ser patenteada, pois têm uma patente Divina. Por conta disto, todo tipo de estratégia é utilizada para se derrubar o uso medicinal de plantas, e com isso mais dinheiro é gasto e mais caro se torna um medicamento. Apesar de muitos acharem que fitoterapia é charlatanismo, existem vários estudos demonstrando que ela é realmente eficaz.

Nós, ocidentais, não temos ideia de como os orientais estudam e utilizam a sua própria biodiversidade para seu bem estar. Europeus começaram a desenvolver mais esta área do saber humano e já fazem estudos a respeito de substâncias naturais ou seus princípios ativos, notadamente as propriedades da babosa. No Brasil, várias universidades vêm se dedicando ao estudo de fitoterápicos e muito se tem publicado, incluindo estudos sobre os benefícios da babosa.

Mas a força da indústria farmacêutica praticamente apaga as descobertas realizadas neste setor. Mais difícil ainda é normatizar cultivo e comercialização, além de estabelecer as dosagens e efeitos da superdosagem, além de possíveis reações adversas. Para tudo isto é necessário dinheiro, investimento pesado para depois vender um saquinho da erva a preço de chá.

Benefícios da Babosa | Considerações Finais

benefícios da babosaEvidentemente, há que se considerar que todo cuidado é pouco quando se usa determinadas plantas para tratamento, pois algumas são tóxicas quando usadas em altas concentrações ou por tempo prolongado e sem orientação adequada. São cuidados que se devem ter com todo medicamento, seja ele natural ou sintético. A Aloe barbadensis var Miller até agora tem se mostrados inofensiva aos humanos.

Os benefícios da aloe vera deixaram de ser matéria da medicina folclórica e ganharam as bancadas dos laboratórios voltados para pesquisa fitoterápica.

Neste site você pode encontrar os diversos estudos sobre benefícios da babosa subdivididos por categorias.

Comments

comments

37 Comentários

  1. maura grolla

    bom dia eu estou tomando a babosa in natura com mel a uma semana e estou me sentindo super bem porem e muito amarga mais da pra engolir.queria saber se faz mal quero emagrecer,e tambem tenho problema de coluna…

    • Solange Bizzo

      Para o uso de babosa in natura é preciso conhecimento do preparo. O gel da planta tem odor forte desagradável e sabor insuportável, por isso a Aloe vera b Miller ao ser ingerida desanima muito o usuário que acaba por não aderir ao seu consumo. Além disso, o preparo exige conhecimento para que não haja danos à saúde.

  2. jaime de conto

    uma explicacao ja uso a babosa a bastantate tempo paraaliviar penas inchadas pos trobose

  3. Suellen

    Olá
    estou usando a babosa na pele “rosto” e estou adorando o resultado, mas tenho algumas pergunta:
    posso passar e deixar no rosto ou preciso retirar ?
    posso usar todos os dias ?
    Obrigado.

    • Solange Bizzo

      Suellen,
      Deve-se ter cuidado com uso da planta direto sobre a pele do rosto, pois é necessário retirar a casca e lavar bem a polpa em gel, pois resíduos da casca podem trazer problemas. Por isso sempre é melhor utilizar o produto manufaturado por indústria reconhecidamente responsável na manipulação da planta, para garantir a pureza do produto. Para isto, informe-se sobre selos de qualidade e registro nos órgãos públicos competentes. Sendo o produto de qualidade, siga as instruções do fabricante

  4. Cláudia

    Gostei muito das informações sobre a babosa.Agora tenho duas dúvidas: 1ª Qual é a espécie toxica? e 2ª A babosa mirim é a mesma Aloe vera b Miller?

    • Solange Bizzo

      Há duas espécies que o ser humano pode usar sem preocupações. A barbabensis Miller e a arborecensis Miller.Procure na web e você verá estes tipos de plantas facilmente.

  5. Ola gostaria de saber como deve ser ingerida a babosa?minha amiga esta tomando de gole em gole,ela DEIXA ENTRO DE UM COPO COM AGUA E VAI TOMANDO TODOS OS DIAS É CORRETO?

    • Solange Bizzo

      O preparo da babosa em casa requer conhecimento para não usar a parte tóxica da planta que está na casca. A planta perde rapidamente suas propriedades quando exposta ao meio ambiente e sem preparo adequado para estabilizar o produto. Desta forma, o produto deve ter um estabilizante inofensivo à saúde para preservar as propriedades da planta.

  6. Marcelo

    Como devo preparar a babosa com mel?Gostaria de saber a quantidade de cada substância que devo acrescentar.Tenho um amigo que usa cachaça ou whisky para conservar.Isso é certo?Obrigado

  7. Alvany Lemos

    Considero à credulidade humana, de certa forma, uma faca de dois gumes. Ora porde salvar, ora pode matar. As pessoas que informam sobre produtos que agem sobre a vida do ser humano, sobretudo à saude, devem vir de pessoas com profundo conhecimento de causa e amparada de credibilidade. Vejo em você as qualidades que te autorizam falar sobre os benefícios da bobosa (barbabensis miller) e à meneira como deve ser utilizada. Em assim sendo, gostaria de saber se liquidifando a bobosa, acrescentando a ela agua ou leite e colocando-a em um recepiente fechado e devidamente esterelizado e preservando-o em geladeira se alteraria seu efeito terapeutico?
    Obrigado pela sua atencão.

    • Solange Bizzo

      Na verdade, o que se deve consumir da folha da babosa é o gel, pois a casca é tóxica. Não é necessário liquidificar o gel. Deve-se armazenar a folha inteira com o gel coberto por papel de filme de pvc no refrigerador e cortar a parte desejada para consumo, lavar bem em água corrente para tirar os resíduos da casca. O gel deve ser usado imediatamente in natura, mas pode-se bater com sucos naturais de fruta, água mineral sem gás, não clorada ou fluoretada, sem açúcar ou com outras ervas ou mel. É um excelente coquetel para saúde.

      • Eu congelo pequenas partes da folha cortadas em gomos…qndo vou fazer suco, tiro a casca e bato o gel com frutos ou suco de frutas com adoçante. é correto?? não dá nem pra sentir o gosto.

        • Solange Bizzo

          O modo de preparo que eu sugiro no site preserva melhor, pois o gel não fica exposto. Já haviam me perguntado anteriormente sobre congelar somente a polpa e eu expliquei o problema da oxidação por exposição da polpa. Se você tem o pé fica mais fácil de tratar as folhas, tirar mudas e usar sem perder muito as propriedades. O gel perde muito do amargo quando misturado à sucos de frutas e mel. Eu não uso adoçantes, mas tomo o mix puro.

  8. Yeda Brandao

    Tenho diverticulite fui cirugiada e retirado varios diverticulos que 2 anos depois a doenca voltou tomei todos os antibioticos e antflamatorios possiveis sem resultado.Resolve tomar a babosa,gel com mel e hortela fiquei totalmente curada receita que fiz sem medo algum pois nao tinha outra alternativa.Gostaria de informar para que outras pessoas que sofra da mesma doenca tenha conhecimento.Com 1 mes tomando 2 colheres antes do cafe,aumoco e jantar.
    meu intestino voltou ao normal estou sem dor e os exames normais.

    • Solange Bizzo

      Meu único comentário é não se esquecer de desprezar a casca e usar somente o gel da planta.

  9. Yeda Brandao

    Preparei o gel sem a casca 3 folhas grande 700 ml de mel de abelha 200 g de folhas de hortela miuda e meio copo de wisk.Misturei no liquidificador e guardei em embalagem coberta com papel aluminio na geladeira.Tomei tudo 2 colheres 3 vezes ao dia.

    • Solange Bizzo

      Este modo de preparo leva bebida alcoólica destilada, o que não é bom para saúde. Além disto, a polpa exposta perde propriedades se não tiver um estabilizante adequado.

  10. eu estou usando a babosa com laranja… por conta de uma tosse horrível. causada pelo fumo , quantas vezes posso tomar esse suco por dia ?

    • Solange Bizzo

      Primeiro tem que abandonar o fumo e persista com o gel da babosa por 3 vezes ao dia.

  11. Álvaro Ferraz Sobrinho

    Fui submetido a uma intervenção cirúrgica para retirada da vesicula, que continha 03 pedras, sou diabético, hipertenso, tive várias complicaçôes, inclusive embolia pulmonar. Fiquei muito debilitado e para complicar ainda mais, os pontos internos da cirurgia foram rejeitados, causando grande imflamação e infecção. Passei vários dias nos antibióticos. Fui indicado pela a Dra. Ligia para usar a Babosa, nos cortes da cirurgia convencional.Coloquei, através de uma Médica e uma Enfermeira, o gel da Babosa dentro do corte, eu já tinha parado de tomar antibióticos e senti uma melhora consideravél no primeiro dia do tratamento comfirmada por médicos e emfermeira.

  12. amanda donatelli

    quais os beneficios do gel da babosa na pela e como usa-la. Para beber a mesma dúvida como preparar e a quantidade certa. Tenho babosa em casa. Obrigada.

  13. Humberto Mafra

    Oi, Solange, muito grato pelas informacoes sobre a babosa, e sobre a saude em geral, que voce escreveu para o teu excelente site. Desejo tudo de bom pra voce, e muito sucesso pessoal e profissional, e boa sorte. Abraco. Humberto

  14. Mulbert Fumagalli

    Qual o melhor estabilizante inofensivo para ser uzado junto com o mel. Obrigado

    • Solange Bizzo

      Existe uma forma patenteada que usa produtos naturais; porém se colher o gel e adicionar suco de frutas cítricas e mantiver em refrigerador, pode-se manter suas propriedades por um pouco de tempo.

  15. manoel de araújo ferreira

    fiquei muito grato pela informação respondida sobre o consumo do gel da babosa para quem tem diabete . pois estou tomando todos os dias com adicionamento de limão . estou fazendo correto amiga . um abração Dar. SOLANGE BIZZO . NATAL RN .

  16. minha sobrinha tem plequetas baixa , agora ela está tomando Aloe vera. Será q ela vai ficar bem?obrigada!

    • Solange Bizzo

      Se ela estiver utilizando adequadamente, ela deve melhorar. Porém, procure checar a dieta dela pois vários hábitos alimentares errados trazem inflamação do organismo e diversos tipos de doenças, principalmente a obesidade e uso de açúcar, balas, doces, frituras, leite entre outros.

  17. Helena

    Ola!!!Gostaria de saber qual o tipo de babosa que pode ser usada para o consumo???Ouvi falar que tem algum tipo de babosa que pode ate matar..é verdade???

    • Solange Bizzo

      Helena,
      Existem variedades que podem matar por serem tóxicas. O site mostra a espécie que você pode usar sem risco, desde que retirada a casca.

  18. Marusálio Alberto de Rezende

    Bom dia Dra Solange!
    A senhora é uma pesquisadora e gostaria de ouvir sua opinião sobre a VITAMINA B17, AMIGDALINA OU LAETRILE.
    Se possível, gostaria que a sra pudesse entrar no site: http://www.vitaminab17.com.br e ler todo site, iniciando pela pagina inicial e sem pular nenhum titulo, ir até carta à população. E depois gostaria imensamente de ouvir sua opinião de médica.
    Muito obrigado!
    Marusálio Alberto de Rezende
    Goiânia – Goiás

    • Solange Bizzo

      Marusálio,
      O conhecimento científico atual é cheio de verdades e mentiras e muitas vezes, mesmo para as pessoas mais treinadas, é difícil distinguir o que é verdadeiro. A ânsia do homem bom em dominar as doenças também é grande e, muitas vezes, o conhecimento é pequeno para o que ele deseja provar. Hoje temos tantos trabalhos científicos publicados sobre o mesmo assunto, porém com resultados conflitantes, que não sabemos no que acreditar. Mas já existem cientistas que se insurgem contra esta máquina forjada de conhecimentos, questionam a ciência atual e querem um novo modelo de conhecimento, ou seja, uma ciência limpa da influência das grandes indústrias médicas. Não sei quanto tempo levará até que a ciência seja passada a limpo, mas pelo menos já existe uma massa de cientistas clamando por isso.
      Realmente, o câncer é uma doença ambiental. Por isso, a orientação atual da OMS, na tentativa de conter o avanço do câncer, é estimular os governos a desenvolverem campanhas em favor de bons hábitos de vida. Várias instituições europeias de pesquisa de câncer têm feito o mesmo. Isto diz respeito não só à alimentação, mas também exercícios, atitude mental positiva, entre outros.
      Em relação à sua pergunta quanto à vitamina B17, eu falo que é uma vitamina facilmente encontrada em alimentos de nosso consumo, quando utilizados in natura. Seu uso abusivo é perigoso podendo causar intoxicação. Seu uso para tratar câncer não se mostrou consistente, como demonstrado numa revisão de 2011 da Biblioteca Cochrane, muito conceituada neste tipo de trabalho, e que reviu 200 publicações e não encontrou nenhum achado consistente com a afirmativa de que a vitamina 17 é um tratamento alternativo para câncer e ressaltou seus riscos de envenenamento quando usada em excesso. Seriam necessários mais estudos a respeito desta matéria.
      No entanto, fato é que a utilização de alimentos frescos, grãos, vegetais diversos e líquidos é uma excelente medida para diminuir os riscos da doença.
      Visite também Viva sem Câncer.

  19. Raiumundo CAVALCANTE Neto

    Solange, acreditando na fitoterapia, com a saúde lesada pela hemorrida e com desencontro do intestino, resolvi abraçar a experiência do consumo diário da babosa. No preparo misturo o gel da babosa com mastruz e hortelâ. O resultado finda em desaparecimento das crises de hemorrida e melhor desenvoltura do trabalho intistinal. A fitoterapia realmente Obra milagre. O seu site, orientando os internautas é de imensurável importância para as pessoas. PARABÉNS.

    • Solange Bizzo

      Raimundo,
      Se as pessoas soubessem do poder que há nas plantas, elas a usariam no seu dia a dia e teriam uma saúde de ferro, inabalável.
      Grata pelo comentário.

Deixe Seu Comentário Abaixo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*